• Você está em:
  • Home
  • Histórias e estórias
Página Anterior

Hístorias

Lucia Almeida Silva

Filha de um dos primeiros pioneiro de Paraíso do Norte, Vitalino Ferreira de Almeida e Maria Nicolaria Vieira, seu pai veio da cidade de Taciba, estado de São Paulo, veio primeiro em 1944 e se instalou na agua do macuco. Ela disse que nessa época, quando Leôncio de Oliveira Cunha veio para a região adquirir as terras dessa gleba e se hospedou no rancho de seu pai.

Dona Lucia casou-se com Adão Inácio da Silva, tiveram 3 filhos: Alice Aparecida, Erasmo Augusto e Rita Andreia.
Sua família veio para Paraíso do Norte em 1948, para morar no sítio na agua do macuco. Vieram de caminhão até Nova Aliança do Ivaí e de lá para cá veio de carroça quatro rodas.
Relata que a atividade econômica da família era a criação de porcos, seu pais e mais três companheiros trouxeram do Estado de São Paulo, um rebanho com aproximadamente 35 porcos, sendo esses tocados.
Relatou também que uma parte da Avenida Rui Barbosa foi aberta ao machado e enxadão por seu pai e mais alguns companheiros.
Tem muita saudade da roça, dos plantios de arroz, feijão, abobora, das frutas, da carne colocada na banha de porco para não estragar e o arroz que era socado na manhã e à tarde para o consumo diário. Saudade do café feito com caldo de cana.

Dona Lucia relatou que sua família não participava ativamente da sociedade paraisense, pois ficavam o tempo todo trabalhando na roça.
Seu pai, mesmo sendo um caboclo da roça, se preocupava com a educação dos filhos e dizia sempre que “a única coisa que um pai poderia deixar para um filho era “estudo e a educação” e complementa que os jovens de hoje têm que dar mais valor aos seus pais.


 




AGENDA MUNICIPAL DE EVENTOS